Arquivo de junho de 2008

Despedida

domingo, 15 de junho de 2008

Hoje, nossa equipe olímpica de judô, se despediu em grande estilo da torcida brasileira, rumo aos Jogos Olímpicos de Beijing 2008. Apesar de não enfrentar a principal equipe do Japão, tivemos uma boa performance dos nossos atletas brasileiros. O Brasil venceu por 5 a 1.

Tivemos os desfalques do peso pesado João Gabriel e do peso ligeiro Denilson Lourenço, que foram substituídos, respectivamente, por Daniel Hernandes e Charles Chibana. Daniel venceu sua luta por Wazari e Chibana perdeu sua luta. Foram combates difíceis, porém tivemos uma grande performance de nossos atletas titulares. Todos mostraram estar concentrados e bastante conscientes do objetivo dentro dos Jogos Olímpicos. Luciano Corrêa teve uma luta equilibrada, mas demonstrou sua habitual garra e raça, sagrando-se vencedor. Eduardo Santos, o menos experiente de todos os titulares, perdendo sua luta, não desistiu e conseguiu um lindo Ippon de Uchi-mata. Tiago Camilo, sempre muito tranquilo, conseguiu mais uma vitória, com muita técnica. Leandro Guilheiro, com muita luta e combatividade, conseguiu ganhar por Yuko. E João Derly, voltando de contusão, fez uma boa luta, mas acabou empatando seu confronto.

O mais importante, em minha opinião, foi ver a sobriedade dos atletas brasileiros durante os combates. Mesmo durante um momento de festa, já que comemorava-se o Centenário da Imigração Japonesa e homenageava-se os Medalhistas Olímpicos, entre eles Tiago Camilo e Leandro Guilheiro, que estavam lutando, viu-se em todos eles, o olhar com o objetivo em Beijing. Temos muitas possibilidades de conquista, inclusive superando o recorde de medalhas nos Jogos Olímpicos de Los Angeles 1984, mas estas possibilidades devem ser encaradas com muita seriedade dedicação e sacrifício, para assim, transformá-las em Medalhas.

Vamos torcer!

Abraços

Sebástian Pereira

Equipe Olímpica de Judô – 2008

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Amigos,

Estamos entrando na reta final na preparação para os Jogos Olímpicos de Beijing 2008 e nunca houve tamanho investimento em uma preparação olímpica. Com investimentos oriundos da lei de incentivo do esporte, através do Comitê Olímpico Brasileiro, o Judô Brasileiro foi contemplado com competições internacionais, treinamentos e testes físicos, estes com objetivo de achar caminhos para amenizar as condições climáticas adversas na China.

Sabemos da grande dificuldade em Jogos Olímpicos, onde favoritos caem e os mais fortes emocionalmente se sobressaem. Temos uma equipe masculina experiente e aqueles menos experientes, com participações em grandes eventos. A equipe feminina, apesar da baixa média de idade, adquiriu bastante experiência e excelentes resultados de nível internacional. Com estas características, ambas as equipes tem de tudo para saírem com grandes resultados, mostrando a grande evolução do Judô Brasileiro, mesmo que essa evolução, não seja traduzida em medalhas, mas com grandes resultados.

Torcemos para que tenhamos a melhor participação do Judô Brasileiro em Jogos Olímpicos repentindo o mesmo sucesso do último Campeonato Mundial de Judô, onde o Brasil ganhou 3 medalhas de Ouro e 1 Bronze. Difícil? Com certeza é, mas não impossível. Acreditamos em nossos atletas e comissão técnica.

Que venham muitas vitórias!

Sebástian Pereira

Rio 2016 – Cidade Candidata

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Foi com muita satisfação que acompanhamos, hoje, o anúncio da cidade do Rio de Janeiro como umas das quatro cidades classificadas para a final, no processo de escolha da cidade sede para os Jogos Olímpicos de 2016.

Iniciamos um processo de grandes eventos em nosso país com o ápice nos XV Jogos Pan-americanos Rio 2007, o que credenciou decisivamente na escolha entre as quatro cidades finalistas. Houveram grandes eventos como o Mundial de Judô, Copa do Mundo de Ginástica, Copa do Mundo de Tiro Esportivo, etc. Estes eventos tiveram o objetivo de mostrar ao mundo que o Rio de Janeiro tinha condições de sediar um mega evento.

Tivemos um grande legado esportivo para o esporte brasileiro com a aquisição de equipamentos esportivos para todas as modalidades olímpicas, ocasionando em um grande desenvolvimento do esporte nacional. Esperamos que este desenvolvimento tenha continuidade com mais esta oportunidade.

Com a cidade do Rio de Janeiro classificada para a fase final, esperamos que as autoridades competentes se unam para fazer com que o Rio de Janeiro se torne competitivo de fato e assim, consiga trazer os Jogos Olímpicos de 2016. E com os Jogos venha também o desenvolvimento na infra-estrutura da cidade, melhorando assim, a vida de todos os cidadãos.

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira