Boxe feminino estreia com 100% de aproveitamento e já sonha com Londres 2012!

Categoria recém incluída no Programa Olímpico, o boxe feminino fez sua estreia nos Jogos Sul-americanos Medellín 2010. E para o Brasil, as perspectivas são positivas. Neste sábado, dia 27, em Sabaneta, região metropolitana de Medellín, o país conquistou as três medalhas de ouro em disputa, finalizando sua participação, portanto com 100% de aproveitamento. Érika Matos, Adriana Araújo e Andréia Bandeira demonstraram superioridade sobre as argentinas, coicidentemente, adversárias nas três disputas finais. As vitórias expuseram uma vontade comum entre as três brasileiras: disputar os Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Os três combates foram amplamente dominado pelas pugilistas brasileiras. No primeiro, Érika Matos (-51kg) derrotou Paola Benvides por 22 a 10. Somente no primeiro round a brasileira teve dificuldades, tendo terminado empatado em 2 a 2. Porém, nos rounds seguintes, impôs um forte ritmo para vencer a luta. “Esse é o primeiro degrau para chegarmos nos Jogos Olímpicos. Este titulo é muito importante para o boxe feminino. Representar o Brasil em Londres será um sonho. Temos chances de conquistar uma medalha em 2012″, declarou.

Adriana Araújo (-60kg) superou Daiana Sanchez por 15 a 8. Com estilo agressivo e muita agilidade. A brasileira não deu chances para a adversária durante todo o combate. No segundo assalto, abriu a maior vantagem, 8 a 1. “Foi uma luta dificil. Mantive a tranqüilidade e usei minha experiência para vencer. Minha estratégia foi usar de movimentação e força para superar a altura dela. Disputar essa competição está sendo maravilhoso. Somos pioneiras. Temos possibilidades de conseguir trazer alguma medalha nos Jogos de Londres”, comemorou Adriana, que coloca como meta a curto prazo a participação no Campeonato Mundial.

A luta mais fácil da noite foi entre Andréia Bandeira e Celeste Peralta. A brasileira por pouco não ganha sem sofrer pontos da argentina. A adversária só foi pontuar no terceiro assalto. No fim, a vitória confirmou o 100% de aproveitamento das boxeadoras brasileiras em sua primeira participação nesta competição continental. “Esse resultado mostra que temos capacidade de lutar por medalhas nos Jogos Olímpicos. Espero que nosso desempenho possa abrir portas para que outras meninas pratiquem o boxe. Para mim, a entrada do boxe no Programa Olímpico é a realização de um sonho antigo. Sempre quis ser uma atleta olímpica. Ano passado assinaram o documento e agora vou fazer de tudo para realizar esse sonho. É um orgulho muito grande representar o Brasil”, afirmou.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

Deixe um comentário