COB promove a segunda edição do Curso Avançado de Gestão Esportiva

O investimento na capacitação profissional em prol do desenvolvimento do esporte nacional é um dos pilares do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Baseado nesta premissa, a entidade dá início a partir desta sexta-feira, dia 23, à segunda edição do Curso Avançado de Gestão Esportiva (CAGE), que reunirá 35 profissionais de diversos segmentos do cenário esportivo do país. O CAGE é uma realização do Instituto Olímpico Brasileiro (IOB), com apoio dos Programas da Solidariedade Olímpica do Comitê Olímpico Internacional (COI). A segunda edição do CAGE terá a duração de 13 meses e será desenvolvido através de quatro módulos presenciais e três à distância.

Diferentemente da primeira edição, quando foi voltado somente para gestores das Confederações Brasileiras Olímpicas, desta vez o COB disponibilizou vagas para representantes de diversos setores do esporte nacional, como a Confederação Brasileira de Desportos Universitários (CBDU), Forças Armadas, Conselho de Clubes Formadores de Atletas Olímpicos (CONFAO) e Ministério do Esporte. Outro aspecto importante do CAGE é o incentivo à transição de carreira de atletas, após encerrarem a prática esportiva. Entre os estudantes do curso estão Adriana Behar (vôlei de praia), Daniela Polzin (judô), Luisa Parente (ginástica artística) e Sebástian Cuattrin (canoagem), que pretendem se especializar e construir uma história de sucesso também na gestão esportiva. Os próximos módulos presenciais serão em novembro de 2010, fevereiro e junho de 2011.

Para os módulos à distância, o COB adquiriu uma ferramenta interativa de Ensino à Distância (EAD), que conterá todo o conteúdo do CAGE. A ferramenta incluirá bibliografia, artigos e textos relacionados ao tema do curso. Haverá também espaço para um fórum de discussão entre os participantes e palestras on line em vídeo. Através dessa ferramenta, o professor poderá monitorar de forma diária o desempenho dos participantes, além de exercer a função incentivar e indicar fontes de estudos independentes.

O curso está estruturado em atividades teórico-práticas, dinâmicas, discussões em grupos e produção de trabalhos e projetos, de forma que todas essas ações possam ser transformadas em soluções concretas para as organizações esportivas do país. A segunda edição do CAGE abrange seis áreas de estudo: gestão de organizações esportivas olímpicas, estratégica, de recursos humanos, financeira, marketing e organização de grandes eventos. Os 35 participantes já estão estudando a publicação Managing Olympic Sport Organizations (MOSO), produzida pela Solidariedade Olímpica, em cooperação com o MEMOS (Master Executif en Management des Organisations Sportives), que norteará a programação do curso. Os participantes brasileiros que concluírem o CAGE receberão o certificado de Gestor Avançado de Esporte do COI.

Instituto Olímpico Brasileiro (IOB)

O Instituto Olímpico Brasileiro é um centro de estudos e difusão de conhecimento de referência nacional sobre esporte olímpico. Um de seus objetivos é promover o intercâmbio e a difusão de conhecimento, a partir de cursos, seminários, congressos e demais eventos acadêmicos. O IOB visa a fomentar a pesquisa, desenvolver e manter uma base de dados de informações relacionadas ao esporte (artigos, vídeos, gravações, manuais, imagens e documentos em geral), além de promover o desenvolvimento e a elaboração de ferramentas de apoio à tomada de decisão. O Instituto tem o propósito de compartilhar as melhores práticas e tecnologias com atletas, preparadores físicos, gestores, técnicos, treinadores e demais profissionais envolvidos com o esporte.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

Deixe um comentário