Mayra Aguiar é Prata!

9 de setembro de 2010

Prata para Mayra Aguiar! MAyra fazendo história nos tatames do Japão!

Excelente resultado pro Brasil e comprovando a evolução do Judô Feminino do Brasil!

Parabéns Mayra, Parabéns ao Kiko (seu técnico), Parabéns a Sogipa (seu clube), Parabéns a Rosicléia Campos (técnica da Seleção Brasileira Feminina) e Parabéns a CBJ.

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

 

Mayra Aguiar está na final!!!! Rafael Silva é quinto. Veja a campanha do Brasil no primeiro dia do Mundial!

9 de setembro de 2010

100kg

Luciano Correa derrotado por ippon por Kyle Vashkulat (USA)

+ 100kg

Walter Santos derrotado por ippon por Stanislav Bondarenko
(UKR)

Rafael Silva vence por yuko Martin Padar (EST)

Rafael Silva vence por ippon Jake Andrewarta (AUS)

Rafael Silva perde por ippon para Teddy Riner (FRA)

Repescagem: Rafael Silva vence por waza-ari Lasha Gujejiani (GEO) no golden score

Disputa do Bronze: Rafael Silva perde por ippon para Matthieu Battaile (FRA). Termina em 5 lugar.

78kg

Mayra Aguiar vence por yuko Gyeong-Mi Jeong (KOR)

Mayra Aguiar vence por ippon (hansokumake) Yalennis Castillo
(CUB)

Mayra Aguiar vence por ippon Xiuli Yang (CHN)

Semifinal: Mayra Aguiar vence por ippon Heide Wollert (GER)

Final: Mayra Aguiar x Kayla Harrison (USA)

+78kg

Maria Suellen Altheman derrotada por ippon (hansokumake) por Maki Tsukada (JPN)

Fonte: Site da CBJ

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

Comitiva do COB embarca para visita de inspeção a Londres!

7 de setembro de 2010

Uma comitiva do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) embarca nesta segunda-feira, dia 6, para Londres a fim de realizar a segunda visita de inspeção às instalações dos Jogos Olímpicos de 2012. A comitiva será integrada pelo superintendente executivo de esportes do COB, Marcus Vinícius Freire, pelo gerente de alto rendimento, José Roberto Perillier, e por outros dois integrantes da gerência de Alto Rendimento da entidade. As reuniões terão início nesta quarta-feira, dia 8.

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 (LOCOG) promoverá visitas a todas as instalações dos Jogos e apresentará a evolução das obras do Parque Olímpico, que abrigará o Estádio Olímpico e de outras oito instalações esportivas, além da Vila Olímpica. Os representantes do COB terão acesso ainda a informações sobre todas as áreas e serviços dos Jogos, como transportes, credenciamento e acomodações, por exemplo. “Esta viagem de inspeção será importantíssima para conhecer de perto as instalações dos Jogos de Londres 2012 e para começarmos a planejar a montagem da Missão brasileira para os próximos Jogos Olímpicos. Esse contato com o Comitê Organizador é fundamental para oferecermos as melhores condições possíveis aos atletas brasileiros durante os Jogos Olímpicos”, explicou Marcus Vinícius Freire.

O COB visitará três universidades para definir o local que abrigará o trabalho de profissionais não credenciados, como treinadores, fisioterapeutas, sparrings e membros do departamento de Ciência do Esporte. A delegação do COB retornará ao Brasil no dia 13.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

Mundial de Judô ao vivo na TV!

7 de setembro de 2010

A Federação Internacional de Judô negociou os direitos de transmissão ao vivo para o Brasil com o canal Esporte Interativo. Veja abaixo as diversas formas de acompanhar a competição:

TV aberta:

VHF

São José dos Campos – Canal 9

Santa Inez – canal 10

UHF

São Paulo – Canal 36

Campinas – Canal 26

Santos – Canal 43

Mogi das Cruzes – Canal 58

Via Parabólica

No satélite C2 analógico, na frequência 980 Vertical, e também no C1 digital, na frequência
3695 horizontal (taxa de símbolo 4400, fec é 2/3).

- TV’s por assinatura:

OI TV – no canal 515

Via Embratel – no canal 48

Cabo Telecom – nos canais 47 (analógico) e 200 (digital)

Internet:

Você pode assistir a programação e os jogos transmitidos pelo Esporte Interativo ao vivo no www.esporteinterativo.com.br

Celular:

Para assistir o Esporte Interativo pelo seu celular, basta ter um aparelho das operadoras TIM ou Oi. Acesse o site da sua operadora e descubra como ter o aplicativo para assistir o Esporte Interativo ao vivo no seu celular.

Fonte: Site da CBJ

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

Brasil estréia no Mundial Sênior com pesos pesados em ação.

7 de setembro de 2010

O judô brasileiro será representado por 17 judocas no maior Campeonato Mundial Sênior de todos os tempos. São esperados em Tóquio, de 9 a 13 de setembro, 792 atletas de 101 países (números a confirmar no Congresso Técnico no dia 8/9 às 2h de Brasília). E os primeiros a pisar no tatame do Ginásio Nacional de Yoyogi são os pesos pesados Rafael Silva, Walter Santos, Maria Suellen Altheman e os meio-pesados Luciano Correa e Mayra Aguiar. Para o Brasil a competição começa no dia 8 às 22h de Brasília (10h do dia 9 de setembro no Japão).

“Já vivi todas as experiências em um Mundial: fui bronze, fui campeão e voltei de mão vazia. Essa bagagem me deixa mais tranquilo para lutar”, diz Luciano Correa, que ficou em terceiro lugar na sua estréia em mundiais, em 2005 no Cairo e venceu em 2007 no Rio de Janeiro. “Do Mundial de Roterdã em 2009 para cá investi bastante na parte técnica, sem descuidar do físico que sempre
foi meu trunfo”, afirma o judoca brasiliense, atleta do Minas Tênis Clube.

A temporada de Luciano em 2010 não deixa mentir. Quinto colocado no ranking mundial, o meio-pesado brasileiro vem do título no Grand Slam de Moscou, quando passou pelo japonês  Takamasa Anai, atual número um da lista.

“Essa é a prova da minha evolução técnica. Tinha lutado cinco vezes com o Anai sem conseguir aplicar nenhum golpe. Agora já sei o caminho”, avalia Luciano. “A maturidade vai ser importante para controlar a cabeça nesse mundial”, finaliza.

A experiência de Luciano e seus quatro mundiais contrasta com o novato Rafael Silva, recém saído do time júnior e um dos representantes do Brasil entre os peso pesados ao lado de Walter Santos (esteve no Mundial 2005).

“Vou encarar esse Mundial como um Grand Slam mais cheio”, decreta Rafael, 23 anos, ouro nos Jogos Pan-Americanos 2010 e na Copa do Mundo de Madrid, além de prata na Copa do Mundo de São Paulo também este ano. “O clima está ficando pesado”, brinca o atleta do Pinheiros/SP, 24o do ranking mundial, referindo-se ao fato de encontrar diariamente no hotel seus adversários na categoria. Walter Santos, da Sogipa/RS, é o 21o do ranking.

Mas é da convivência com atletas consagrados como Luciano Correa, Flávio Canto, Tiago Camilo e Leandro Guilheiro que os novatos se inspiram.

“Converso muito com eles esses dias”, reconhece Rafael, animado pelo fato de lutar no Japão, o berço do judô mundial.

“Sempre que posso ouço a experiência da Rosi (Rosicleia Campos, técnica do feminino) e do Honorato (Carlos Honorato, medalhista olímpico e mundial e seu namorado)”, diz a outra estreante do dia, Maria Suellen Altheman, 22 anos e medalhista de prata no Grand Slam do Rio de Janeiro 2010. “Honorato sempre fala para, na hora da luta, eu só me preocupar comigo e confiar que sou melhor”, conta a 15a colocada do ranking mundial, atleta da Associação de Judô Rogério Sampaio/SP.

Prata (2008) e bronze (2009) no Campeonato Mundial Júnior, a gaúcha Mayra Aguiar volta o Mundial Sênior depois de ficar afastada por cirurgia no joelho entre 2008 e 2009. Seu último foi no Rio 2007.

“Mudou muita coisa de lá para cá: as regras do esporte, a minha categoria… acho que todas as mudanças foram para melhor”, diz a judoca da Sogipa/RS, bronze no Grand Slam do Rio de Janeiro e ouro na Copa do Mundo de Budapeste, ambas em 2010, já na categoria até 78kg. Mayra ocupa a 14a colocação no ranking mundial.

Esse será o primeiro Campeonato Mundial já valendo pontos para o ranking de classificação olímpica (ouro 500 pontos, prata 300 pontos, bronze 200 pontos, quinto lugar 100 pontos, sétimo lugar 80 pontos). Se os Jogos de Londres fossem hoje, todos os atletas convocados para Tóquio estariam dentro do índice determinado (entre as 13 melhores no feminino e os 22 melhores do mundo no masculino, em alguns casos, levando em consideração os descartes). Diferentemente dos anos anteriores, a vaga para Londres 2012 são do atleta e não mais do país. Por conta disso, a Federação Internacional de judô autorizou a participação de dois atletas por país em todas as categorias. O Brasil vai com “chance dobrada” de medalha no meio-médio masculino (Flávio Canto e Leandro Guilheiro), médio masculino (Tiago Camilo e Hugo Pessanha) e pesado masculino (Walter Santos e Rafael Silva). Os convocados são: Felipe Kitadai (60kg), Leandro Cunha (66kg), Bruno Mendonça (73kg), Leandro Guilheiro e Flávio Canto (81kg), Tiago Camilo e Hugo Pessanha (90kg), Luciano Correa (100kg), Walter Santos e Rafael Silva (+100kg); Sarah Menezes (48kg), Erika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Mariana Silva (63kg), Maria Portella
(70kg), Mayra Aguiar (78kg) e Maria Suellen Altheman (+78kg).

O Brasil soma 19 medalhas em Campeonatos Mundiais Sênior de Judô: 4 ouros, 2 pratas e 13 bronzes. Nas duas últimas vezes em que o Campeonato Mundial Sênior foi disputado no berço do judô mundial, o Brasil subiu ao pódio: bronze em Osaka 2003 com Mario Sabino, Carlos Honorato e Edinanci Silva e bronze em Tóquio 1995 com Danielle Zangrando.


Manoela Penna, de Tóquio

Fonte: Site da CBJ

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

Brasil conquista 15 medalhas no Pan Sub 17!

5 de setembro de 2010

 Brasil manteve sua tradição no primeiro dia de disputa do Campeonato Pan-Americano Sub 17 e Sub 20, disputado em Orlando, nos EUA. Neste sábado, no torneio Sub 17, os judocas da equipe brasileira conquistaram 15 medalhas, sendo 13 de ouro e duas de prata. Neste domingo o evento terá as lutas na categoria Sub 20.

“Este primeiro dia de disputa em Orlando foi dentro das expectativas e o mais importante é ter mantido a tradição do judô brasileiro no continente. Creio que neste domingo podemos repetir, ou até, superar o resultado do Sub 17″, diz o coordenador técnico das categorias de base da Confederação Brasileira de Judô, Luiz Romariz.

Foram campeões em Orlando Alessandro Pereira (-55kg), Nícolas Almeida (-60kg), Ricardo Santos Júnior (-66kg), Gustavo Assis (-73kg), Eduardo Gonçalves (-81kg), Gabriel de Souza (-90kg), Tiago Bastos Gabriel (+90kg), Laís Lessa (-40kg), Nathália Mercadante (-44kg), Alexia Castilho (-48kg), Flávia Cruz (-52kg), Beatriz de Oliveira (-70kg) e Sibilla Faccholli (+70kg).

Leonardo Nelo (-50kg) e Flávia Gomes (-63kg) ficaram com a prata.

Vice-campeã dos Jogos Olímpicos da Juventude e campeã mundial Sub 17, Flávia Gomes era cotada por todos para ficar com a medalha de ouro no Pan. Porém, uma derrota por ippon para a americana Mendi Chow acabou tirando a brasileira do primeiro lugar do pódio.

“O caso da Flávia serve de lição, pois muitas vezes se aprende mais na derrota do que numa vitória. Foi uma surpresa, mas é algo que poderia acontecer, pois o foco dela estava voltado para os Jogos Olímpicos da Juventude”, diz a técnica da seleção feminina Sub 17, Andrea Berti.

Neste domingo lutam Sergio Yoshimura (-55kg), Allan Kuwabara (-60kg), Walbercy Aiva (-66kg), Lucas Almeida (-73kg), Guilherme Cordeiro (-81kg), Raphael Warzee (-90kg), Jonas Inocêncio (-100kg), Daniel de Sousa (+100kg), Águeda Silva (-44kg), Nathália Brígida (-48kg), Eleudis Valentim (-52kg), Giullia Penalber (-57kg), Fernanda Peinado (-63kg), Nadia Merli (-70kg) e Beatriz Mendonça (-78kg).

Fonte: Site da CBJ

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

Brasil encerra Pan Sub 20 com mais 15 medalhas!

5 de setembro de 2010

O Brasil encerrou neste domingo (5), em Orlando (EUA), a participação no Campeonato Pan-Americano Sub 20 com 15 medalhas, sendo 11 de ouro, duas de prata e duas de bronze. Com 30 medalhas no total e o primeiro lugar no quadro geral de medalhas do evento, o país mantém a hegemonia continental do judô brasileiro desde o ano de 2002.

No Sub 20, foram campeões Allan Kuwabara (-60kg), Lucas Almeida (-73kg), Guilherme Cordeiro (-81kg), Jonas Inocêncio (-100kg), Daniel de Sousa (+100kg), Águeda Silva (-44kg), Nathália Brígida (-48kg), Eleudis Valentim (-52kg), Giullia Penalber (-57kg), Fernanda Peinado (-63kg) e Nadia Merli (-70kg), enquanto Sergio Yoshimura (-55kg) e Beatriz Mendonça (-78kg) ficaram com a medalha de prata e Walbercy Aiva (-66kg) e Raphael Warzee (-90kg) foram bronze.

Para o coordenador de categorias de base da Confederação Brasileira de Judô, Luiz Romariz, a principal meta em Orlando foi alcançada.

“O objetivo principal era manter a tradição do judô brasileiro e mostrar nossa força no continente. Agora é dar início a preparação para o Campeonato Mundial Sub 20, no próximo mês”, explica Luiz Romariz.

Aos 18 anos, a atleta da categoria médio (-70kg), Nádia Merli, venceu o Pan e já faz planos para o restante da temporada.

“Para mim este Campeonato Pan-Americano era também uma seletiva para o Mundial. Preciso manter o foco e os treinos, além de estudar as adversárias”, diz Nádia, que ressalta a importância do intercâmbio de 20 dias feito no mês março na Europa. “Foi a primeira vez que estive na Europa e deu para notar que na minha categoria as atletas têm muita força. Mas no nível técnico, não senti diferença”, completa Nádia Merli.

Fonte: Site da CBJ

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Ketleyn Quadros é nomeada embaixadora das Olimpíadas Escolares do COB!

4 de setembro de 2010

A primeira mulher a subir em um pódio olímpico em esportes individuais, a judoca Ketleyn Quadros foi nomeada esta semana embaixadora das Olimpíadas Escolares do COB. A peso leve terá a companhia, na função de promover a competição e servir de exemplo para jovens atletas, nomes como Keila Costa (atletismo), Luciano Pagliarini (ciclismo), Dayane Camilo (ginástica rítmica), Luiz Lima (natação), Hugo Hoyama e Thiago Monteiro (tênis de mesa), Duda Machado (basquete), Lenisio Teixeira (futsal), Felipe Borges (handebol), Emanuel Rego, Shelda Bede, Roberto Lopes (vôlei) e Fernanda Oliveira (vela). 

As Olimpíadas Escolares, para atletas de 12 a 14 anos, serão disputadas em Fortaleza (CE), entre os próximos dias 10 e 19. O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) escalou 14 atletas e ex-atletas como Embaixadores das Olimpíadas Escolares. A função dos embaixadores é passar a experiência adquirida em vários anos de atividade no esporte internacional aos futuros atletas do Brasil.

“A participação dos embaixadores cresce a cada edição das Olimpíadas Escolares. A força do exemplo de vários campeões do esporte brasileiro estimula e motiva os jovens atletas”, disse Edgar Hubner, Gerente de Iniciação, Fomento e Eventos do COB, e
diretor geral das Olimpíadas Escolares.

Fora as inúmeras medalhas conquistadas em Jogos Pan-americanos, os embaixadores das Olimpíadas Escolares somam cinco medalhas olímpicas: Emanuel Rego, ouro em Atenas-04; Shelda Bede, prata em Sydney-2000 e Atenas-04; Fernanda Oliveira, bronze em Pequim-08; e Ketleyn Quadros, bronze em Pequim-08.

Os Embaixadores das Olimpíadas Escolares farão uma série de atividades juntos aos atletas participantes do evento, como palestras, demonstrações, cerimônias de premiação, atividades culturais, entre outras.

“Não há melhor maneira de unir esporte e educação do que aproximar um medalhista olímpico, por exemplo, de um jovem aluno começando a carreira de atleta. O exemplo a ser dado ultrapassa as fronteiras das quadras, pistas e piscinas. Aos olhos de um jovem em formação, a conduta de um atleta pode ser mais importante do que suas conquistas”, explica Edgar Hubner.

Recorde – Fortaleza verá a maior edição das Olimpíadas Escolaresjá  realizada, com um total de 4.217 inscritos, sendo 3.635 atletas. Este é o novo recorde de inscritos do evento. As Olimpíadas Escolares serão disputadas por 28 delegações, sendo uma para cada um dos 26 estados brasileiros, mais uma equipe do Distrito Federal e outra da cidade sede. Esta é a primeira vez que a
competição terá 100% de participação.

Fortaleza verá o novo formato da competição, com 11 modalidades em disputa: Atletismo, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei e xadrez.

Fonte: Site da CBJ

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

Mundial 2010: Seleção Sênior faz adaptação ao fuso e ao calor no Japão!

1 de setembro de 2010

A seleção brasileira de judô está no Instituto Kodokan/Tóquio fazendo os últimos treinos antes da estréia no Campeonato Mundial Sênior, que vai de 9 a 13 de setembro. A tradicional instituição japonesa, berço do judô em 1882, quando a primeira escola foi aberta no local por Jigoro Kano, é a casa dos atletas brasileiros desde a última segunda-feira. Os 17 judocas que representarão o Brasil no maior Mundial de todos os tempos (mais de 800 inscritos de 89 países) estão treinando diariamente pela manhã, das 10h30-12h e já estão mais adaptados ao fuso de 12 horas e ao calor que chegará aos 35C no próximo sábado segundo a meteorologia.

“Está muito quente em Tóquio e todos estamos sofrendo um pouco com isso”, afirmou o coordenador téncnico Ney Wilson, lembrando a presença da nutricionista da CBJ, Roberta Lima, que orienta a reposição de líquidos dos atletas para que a desidratação não prejudique os brasileiros.

Nesta quarta-feira, Luciano Correa, Tiago Camilo, Hugo Pessanha, Rafael Silva, Flávio Canto, Leandro Guilheiro, Felipe Kitadai e Erika Miranda fizeram treino forte na musculação. Em seguida, toda a equipe masculina e feminina seguiu para o dojô onde se dedicou à parte técnica comandados pelos treinadores Rosicleia Campos e Luiz Shinohara.

“Todos estão treinando muito bem”, elogia Ney Wilson, ressaltando que Tiago Camilo, que sofreu uma pequena lesão no pé antes do embarque, está sem problemas e treina sem qualquer proteção no dedo. A equipe é acompanhada no Japão pelo médico Breno Schor e pelo fisioterapeuta Fábio Minuti.

Depois do treinamento, a delegação foi liberada para passear por Tóquio e descansar, mas nada de dormir.

“Temos que nos adaptar 100% ao fuso e qualquer soneca de tarde pode atrapalhar”, explica Ney Wilson.

Mais do que lapidar a parte técnica e física dos judocas para a estréia no Mundial, os dez dias de treino no Japão servem também para unir ainda mais a equipe.

“Os treinamentos tem sido ótimos, sempre com alto astral, o que é muito importante”, diz a técnica da equipe feminina, Rosicleia Campos.

Fonte: Site da CBJ

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira

IJF homenageará Anton Geesink no Mundial de Tóquio!

1 de setembro de 2010

O holandês Anton Geesink, falecido esta semana aos 76 anos, será homenageado pela Federação Internacional de Judô durante o Campeonato Mundial Sênior em Tóquio (9-13 de setembro). Judoca 10 DAN, o peso pesado Geesink entrou para a história do esporte mundial em 1961 ao ser o primeiro ocidental a conquistar um título internacional no judô. Geesink foi bicampeão mundial (Paris 61 e Rio de Janeiro 65) e campeão olímpico em Tóquio 64. O holandês era membro do Comitê Olímpico Internacional desde 1987.

“A perda de Geesink deixará uma lacuna na comunidade do judô. Teremos o Campeonato Mundial Sênior em Tóquio, local onde Geesink conquistou seu título olímpico. Será o momento perfeito para prestarmos lembrança a ele”, afirmou o o presidente da Federação Internacional de Judô, Marius Vizer, que em Rotterdam 2009 já havia homenageado o holandês.
Fonte: Site da CBJ
Saudações Olímpicas!
Sebástian Pereira