Posts com a Tag ‘COB’

Comitê Organizador Cingapura 2010 revela o design da tocha olímpica dos Jogos Olímpicos da Juventude.

quinta-feira, 18 de março de 2010

O Comitê Organizador Cingapura 2010 revelou o design da tocha olímpica dos primeiros Jogos Olímpicos da Juventude. A chama vai viajar por uma cidade de cada um dos cinco continentes: Berlim (Alemanha), Dakar (Senegal), Cidade do México (México), Auckland (Nova Zelândia) e Seul (Coreia do Sul).

Ela passará por pontos turísticos famosos para que muitas pessoas se envolvam no evento. Os Comitês Olímpicos Nacionais (CON) das cidades participantes do revezamento serão convidados a enviar dois representantes para a cerimônia.

Além dos convidados dos CON’s, os cidadãos de Cingapura terão a chance de fazer parte da história de sua nação e dos primeiros Jogos Olímpicos da Juventude. Eles poderão levar a tocha olímpica no revezamento.

Para participar, os candidatos (acima dos 12 anos de idade) deverão preencher um formulário e mostrar os Valores Olímpicos através de ações de Excelência, Amizade e Respeito em suas vidas. As inscrições irão até o dia 15 de abril no site Million Challenge Deeds (www.milliondeeds.sg).

Cerca de 560 jovens serão selecionados por votos e anunciados no mês de junho. A chama viajará durante seis dias. Ao todo, 85% dos participantes do revezamento serão o público.

Para mais informações sobre a viagem da chama dos Jogos Olímpicos da Juventude, visite o site www.singapore2010.sg/jyof.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Cerimônia de Abertura dos Jogos Sul-americanos Medellín 2010 dá a largada para o segundo ano do ciclo olímpico do Brasil até Londres 2012.

quinta-feira, 18 de março de 2010

 Time Brasil inicia a participação na competição multiesportiva mais importante do segundo ano deste Ciclo Olímpico com a disputa dos IX Jogos Sul-americanos Medellín 2010. Com uma delegação formada por 562 atletas, o Brasil dá prosseguimento à preparação para os Jogos Olímpicos Londres 2012. Nesta sexta-feira, dia 19, os atletas dos 15 países participantes desfilam na Cerimônia de Abertura, com inicio marcado para as 21h (horário de Brasília), no Estádio Atanasio Girardot, em Medellín. Apesar da abertura nesta sexta-feira, desde a última quarta-feira acontecem competições de ciclismo em Medellín.

Além de ser uma importante etapa na formação da delegação brasileira que disputará os Jogos Olímpicos de Londres 2012, os Jogos Sul-americanos de Medellín são uma oportunidade para o Brasil retomar a hegemonia esportiva continental e a liderança no quadro de medalhas da competição, posto alcançado na penúltima edição do evento, realizada no Brasil, em 2002. Nos Jogos de 2006, em Buenos Aires e Mar Del Plata, o Brasil ficou em primeiro lugar no quadro geral de medalhas (304 contra 292 da Argentina), porém os argentinos obtiveram mais medalhas de ouro (107 contra 97 do Brasil). Em Medellín, brasileiros e argentinos terão ainda a ameaça da Colômbia, que há quatro anos se prepara para a disputa do evento. “Será uma bela disputa, o que engrandece ainda mais o esporte na América do Sul. Para o Brasil, os Jogos Sul-americanos servem como importante parâmetro para a preparação dos atletas para os Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011 e para os Jogos Olímpicos Londres 2012″, afirma o Chefe da Missão Brasileira em Medellín 2010, Bernard Rajzman.

O programa esportivo da competição contempla, além das modalidades olímpicas, outras seis que fazem ou já fizeram parte do programa pan-americano. São elas: beisebol, boliche, futsal, karatê, softbol e squash. Em Medellín, o Time Brasil está baseado na Vila Sul-americana, instalação especialmente construída para o evento e que após os Jogos será destinada à população de baixa renda da região. Esta é a primeira vez que uma Vila é construída exclusivamente para a competição e os colombianos destacam os legados sociais e esportivos que os Jogos Sul-americanos deixarão para o país. O Brasil participará de 42 modalidades na competição continental. Não haverá representantes brasileiros somente no beisebol, hipismo, futebol, patinação velocidade e softbol.

Na Colômbia, o Time Brasil terá nomes de destaque do esporte brasileiro. Estão confirmados na delegação nomes como a velocista Barbara Leôncio, o mesatenista Hugo Hoyama, o ginasta Diego Hypólito, o canoísta Nivalter Santos, a saltadora Juliana Veloso, os maratonistas aquáticos Ana Marcella Cunha e Allan do Carmo, a judoca Ketleyn Quadros, o craque de futsal Falcão, além dos nadadores Kaio Marcio, Joana Maranhão e Thiago Pereira. Modalidades como o voleibol, o vôlei de praia e o basquete serão representadas por equipes de jovens talentos, para que adquiram experiência internacional.

Além de Medellín, outras oito sub-sedes receberão eventos dos Jogos Sul-americanos. Em Rionegro serão disputadas as provas de karatê, esqui aquático, patinação artística, hipismo e futebol feminino. Em Guarne será o tiro esportivo e o futebol. Guatapé será a sede aquática do evento, com as provas de vela, canoagem, triatlo e maratona aquática. Envigado receberá partidas de futebol masculino, assim como Itagui, que ainda será a sede do handebol. Copacabana verá o pólo aquático e o ciclismo mountain bike, enquanto Sabaneta receberá os confrontos de boxe. Os Jogos Sul-americanos classificam algumas modalidades para os Jogos Pan-americanos de Guadalajara 2011, no México, como por exemplo o basquete e o handebol. Ao todo são 46 locais de competição. Cerca de cinco mil atletas e oficiais de 15 países participam dos Jogos.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Bandeira Brasileira é hasteada na Vila Sul-americana Medellín 2010.

quinta-feira, 18 de março de 2010

A Bandeira do Brasil já tremula na Vila Sul-americana em Medellín. Em cerimônia realizada na manhã desta quinta-feira, dia 18, o Chefe da Missão brasileira, Bernard Rajzman, e a velocista Barbara Leôncio hastearam a Bandeira Brasileira, na presença de cerca de 150 integrantes do Time Brasil em Medellín 2010. A cerimônia aconteceu conjuntamente com a delegação do Peru. O prefeito da Vila, Sergio Rodrigues, deu oficialmente as boas-vindas às duas delegações e ressaltou os legados que os Jogos deixará para a cidade. “Temos orgulho de ser a casa dos atletas sul-americanos nos próximos 15 dias. Aqui será o ponto central de 100 mil pessoas que habitam essa colina e representará a mudança na qualidade de vida dessa população. Trabalhamos para oferecer todo o conforto e condições para que vocês desfrutem de uma estada agradável em Medellín”, afirmou o prefeito da Vila.

Esta é a primeira vez que uma Vila Sul-americana é construída, pois normalmente as equipes ficam hospedadas em hotéis. A Vila de Medellín conta com 13 edifícios com um total de 620 apartamentos de dois e três quartos. O Brasil ocupa o prédio 8 e parte dos prédios 7 e 12. Modalidades como remo, canoagem, vela e patinação artística estão hospedadas em hotéis próximos aos locais de competição. Remo, canoagem e vela, por exemplo, serão disputados em Guatapé, que fica a 2 horas de distância de Medellín.

O Chefe de Missão Bernard Rajzman destacou a acolhida dos colombianos. “Medellín 2010 tem tudo para se transformar nos melhores Jogos Sul-americanos da história. Isso é importante na medida em que reforça a qualidade e a organização do esporte na América do Sul. Vamos sediar os Jogos Olímpicos Rio 2016 e a nossa responsabilidade aumenta a cada dia”, considerou Bernard.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Medalha vencedora do concurso dos primeiros Jogos Olímpicos da Juventude é apresentada.

domingo, 7 de março de 2010

A vencedora do concurso de medalhas dos primeiros Jogos Olímpicos da Juventude foi anunciada nesta quarta-feira, dia 3, pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Setsuko Fukuzawa, de Montreal, Canadá, concorreu com 107 participantes e venceu com o projeto chamado “Yes, youth can” (“Sim, a juventude pode”).

O “Y”, desenhado na medalha, é uma representação contemporânea da deusa grega vitória, Nike, e também simboliza a juventude dos Jogos. No fundo, ondas refletem os aplausos dos torcedores e, as chamas de fogo, o espírito de um atleta. O projeto inclui os anéis olímpicos para capacitar os atletas a participar e comemorar.

“´Sim, a juventude pode´ não é uma revolução, apenas evolução. Ela representa todos os atletas jovens no momento da vitória, comemorando. Simples, mas poderosa”, disse Setsuko.

O concurso recebeu inscrições de 34 países. Na etapa de votação do público, a peça vencedora recebeu 3.881 votos. Já na segunda fase de julgamento, o júri do COI selecionou o design vencedor entre 10 finalistas. A medalha será a premiação dos Jogos Olímpicos da Juventude Cingapura 2010 que serão realizados entre os dias 14 e 26 de agosto.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Time Brasil terá 557 atletas nos Jogos Sul-americanos Medellín 2010.

domingo, 7 de março de 2010

Em mais uma importante etapa do ciclo olímpico, que tem como objetivo final os Jogos de Londres 2012, o o Time Brasil será representado por 557 atletas nos Jogos Sul-americanos Medellín 2010, que acontecem entre 19 a 30 de março na Colômbia. Ao todo, incluindo os oficiais, membros de comissões técnicas, médicos, massagistas e fisioterapeutas, o Comitê Olímpico Brasileiro – COB levará cerca de 700 pessoas para Medellín. O Brasil participará de 37 modalidades. Não haverá representantes somente no beisebol, hipismo, futebol, patinação velocidade e softbol.

O programa esportivo da competição contempla, além das modalidades olímpicas, outras seis que fazem ou já fizeram parte do programa pan-americano. São elas: beisebol, boliche, futsal, karatê, softbol e squash. Em Medellín, o Time Brasil ficará baseado na Vila Sul-americana, instalação especialmente construída para o evento. Esta é a primeira vez que uma Vila é construída exclusivamente para a competição. “Os Jogos Sul-americanos representam uma importante etapa no planejamento do COB para o ciclo olímpico. A competição reúne nossos principais adversários no continente e serve para avaliarmos as condições de nossos atletas. A delegação é uma mescla de atletas experientes com novos talentos que buscam seu espaço no cenário esportivo. Estamos certos de que o Time Brasil representará o país da melhor maneira possível e voltará para casa com excelentes resultados”, declarou Bernard Rajzman, chefe da missão brasileira em Medellín.

O Time Brasil levará à Colômbia nomes de destaque do esporte brasileiro. Estão confirmados na delegação nomes como a velocista Barbara Leôncio, o mesatenista Hugo Hoyama, o ginasta Diego Hypólito, o canoísta Nivalter Santos, a saltadora Juliana Veloso, os maratonistas aquáticos Ana Marcella Cunha e Allan do Carmo, a judoca Ketleyn Quadros, o craque de futsal Falcão, além dos nadadores Kaio Marcio, Joana Maranhão e Thiago Pereira. Modalidades como o voleibol, o vôlei de praia e o basquete serão representadas por equipes de jovens talentos para que adquiram experiência internacional. Grande parte das modalidades, porém, enviará à Colômbia seus principais atletas, que competirão em busca da manutenção da hegemonia continental.

Além de Medelín, outras oito sub-sedes receberão eventos dos Jogos Sul-americanos. Em Rionegro serão disputadas as provas de karatê, esqui aquático, patinação artística, hipismo e futebol feminino. Em Guarne será o tiro esportivo e o futebol. Guatapé será a sede aquática do evento, com as provas de vela, canoagem, triatlo e maratona aquática. Envigado receberá partidas de futebol masculino, assim como Itagui, que ainda será a sede do handebol. Copacabana verá o pólo aquático e o ciclismo mountain bike, enquanto Sabaneta receberá os confrontos de boxe. Os Jogos Sul-americanos classificam algumas modalidades para os Jogos Pan-americanos de Guadalajara 2011, no México, como por exemplo o basquete e o handebol. Ao todo são 46 locais de competição. A previsão é de que cerca de cinco mil atletas e oficiais de 15 países participem dos Jogos.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

2016, já estamos quase lá!

domingo, 4 de outubro de 2009

Diante deste grande desafio, temos um árduo caminho pela frente…desenvolver com sustentabilidade e eficiência o esporte brasileiro.

Ficar entre os 10 primeros colocados no quadro geral de medalhas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016. Meta divulgada pelo superintendente executivo de esportes do comitê olímpico brasileiro, Marcus Vinícius Freire, um dia após a conquista do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Para 2012, em londres, temos como meta conquistar pelo menos 20 medalhas. A aposta será em esportes individuais como Judô, Boxe, Ciclismo, Natação entre outros. Com investimentos pesados neste esportes o Brasil poderá sonhar com um mar de medalhas, como almeja um país que sedia um jogos olímpicos.

Vamos trabalhar para fazer todas estas metas e objetivos acontecerem e assim, possamos comemorar uma brilhante conquista, não só em 2012, mas principalmente no Rio, em 2016.

Deixe aqui sua sugestão para que possamos juntos colaborar para o desenvolvimento do esporte brasileiro.

Saudações Olímpicas.

Sebástian Pereira

Reeleição no Comitê Olímpico Brasileiro

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

COB ADOTARÁ MERITOCRACIA NO REPASSE DE RECURSOS ÀS CONFEDERAÇÕES OLÍMPICAS A PARTIR DE 2009

Os critérios de repasse de recursos da Lei Agnelo/Piva pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) às Confederações Brasileiras Olímpicas serão reformulados para o novo ciclo, visando os Jogos Olímpicos Londres 2012. O novo sistema tem como objetivo aperfeiçoar a aplicação dos recursos nas Confederações e a avaliação dos resultados técnicos das modalidades, com base nos projetos apresentados pelas entidades e aprovados pelo COB. “Pequim 2008 marcou o primeiro ciclo olímpico completo com os recursos da Lei Agnelo/Piva, período no qual houve avanço qualitativo do esporte olímpico. A melhoria das condições de treinamento dos atletas, como a aquisição de equipamentos e a contratação de técnicos estrangeiros, e o aperfeiçoamento da gestão esportiva, entre outros fatores, resultaram na conquista de diversos títulos mundiais. Mas queremos e podemos avançar mais”, afirmou o presidente do COB Carlos Arthur Nuzman, que, assim como o vice-presidente André Gustavo Richer, foi reeleito por aclamação para a presidência do COB no período entre 1º de janeiro de 2009 e 31 de dezembro de 2012. A eleição aconteceu em Assembléia realizada na noite desta quinta-feira, no Rio de Janeiro.

“Vamos estabelecer novos parâmetros para esses repasses de recursos às Confederações, apoiados na meritocracia. Com isso, vamos aprimorar tanto o planejamento como a avaliação dos resultados de cada modalidade obtidos ao longo do novo ciclo olímpico, visando Londres 2012″, ressaltou.

Desde janeiro de 2002, quando se iniciou o repasse, as Confederações recebem valores com base em percentuais fixos do montante que o COB recebe através da Lei Agnelo/Piva. Pela lei, 2% do prêmio pago aos apostadores de todas as loterias federais do país são repassados ao Comitê Olímpico Brasileiro (85%) e ao Comitê Paraolímpico Brasileiro (15%).

Sobre a reeleição, Nuzman reiterou a confiança das Confederações ao trabalho do COB. “A evolução qualitativa do esporte brasileiro nos últimos anos é fruto, entre outros aspectos, do trabalho conjunto do COB com as Confederações. Estamos prontos e estimulados a trabalhar ainda mais pelo desenvolvimento do esporte brasileiro”, afirmou.

O colégio eleitoral da Assembléia do COB é formado pelas 28 confederações olímpicas, por quatro membros natos (João Havelange, André Gustavo Richer, Carlos Arthur Nuzman e Carlos Osório de Almeida) e por quatro membros do Conselho Executivo (Christiane Paquelet, Marcus Vinícius Freire, João Grangeiro e Edson Menezes). Não compareceram à assembléia as Confederações de Futebol e de Desportos no Gelo e os membros João Havelange, Carlos Osório de Almeida, e Christiane Paquelet.

A chapa eleita pela Assembléia do COB para o quadriênio 2008 – 2012:

Presidente – Carlos Arthur Nuzman
Vice-presidente – André Gustavo Richer

Membros da Assembléia

Alexandre Abeid
Antonio José Carneiro
Bernard Rajzman
Carlos Roberto Osório
Christiane Paquelet
Edson Figueiredo Menezes
Eduardo Henrique De Rose
Fábio Starling de Carvalho
João Grangeiro Neto
Leonardo Gryner
José Gustavo de Souza Costa
Manoel Félix Cintra Neto
Marcus Vinícius Freire
Mauricio Tadei Barthel Manfredi

Membros do Conselho Fiscal

Sergio Ribeiro Lins de Alvarenga – efetivo
Ângelo Moniz Freire Vivacqua – efetivo
Guilherme de Oliveira Campos – efetivo
Meton Braga de Oliveira – suplente
Wandir Kuntze – suplente

Divulgação: Assessoria de Imprensa COB