Posts com a Tag ‘Copa do Mundo de Judô’

COPA DO MUNDO DE JUDÔ É LANÇADA EM SÃO PAULO

domingo, 7 de março de 2010

São Paulo receberá, nos dias 29 e 30 de maio, a Copa do Mundo de Judô, evento que faz parte do Circuito Mundial da Federação Internacional de Judô e conta pontos para o ranking de classificação para os Jogos Olímpicos de Londres 2012. Devem participar cerca de 200 atletas de 40 países, entre eles os melhores judocas do mundo. A Copa do Mundo será disputada no Ginásio da Hebraica uma semana depois da realização do Grand Slam do Rio de Janeiro, no Maracanãzinho, também válido pelo Circuito Mundial.

A solenidade de lançamento aconteceu nesta sexta-feira (5), na sede da Prefeitura de São Paulo, com a presença do Prefeito Gilberto Kassab, do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, do presidente da Federação Internacional de Judô, Marius Vizer, do presidente da Confederação Brasileira de Judô, Paulo Wanderley Teixeira, do Secretário de Esportes de São Paulo, Walter Feldman, além de outras autoridades e patrocinadores do judô. Estiveram presentes também dez dos doze medalhistas olímpicos do judô brasileiro, que juntos conquistaram 13 das 15 medalhas da modalidade nos Jogos: Chiaki Ishii (bronze 1972), Luiz Onmura (bronze 1984), Douglas Vieira (bronze 1984), Aurélio Miguel (ouro 1988 e bronze 1996), Rogério Sampaio (ouro 1992), Henrique Guimarães (bronze 1996), Carlos Honorato (prata 2000), Tiago Camilo (prata 2000 e bronze 2008), Leandro Guilheiro (bronze 2004 e 2008) e Ketleyn Quadros (bronze 2008).

“Tínhamos essa dívida com São Paulo, de trazer um grande evento para a cidade que nos 10 dos nossos 12 medalhistas olímpicos. Espero que seja o primeiro de muitos outros campeonato de judô na cidade”, disse o presidente da CBJ, Paulo Wanderley Teixeira, que entregou com Henrique Guimarães, um quimono ao Prefeito Kassab.

Vestido com o uniforme oficial da seleção brasileira, Kassab falou da união entre a cidade de São Paulo e o judô:

“Quero que este quimono seja o símbolo da nossa parceria”, afirmou o Prefeito da capital paulista.

No que depender do presidente da FIJ, Marius Vizer, o caminho está definido para São Paulo voltar a sediar um Campeonato Mundial pela primeira vez na história.

“Gostaria de parabenizar o judô brasileiro por tudo o que vem fazendo. A Copa do Mundo em São Paulo é um dos eventos mais importante do mundo e, quem sabe, não teremos o prazer de voltar à cidade para o Campeonato Mundial de 2013”, disse Vizer, que homenageou com uma placa dourada o Prefeito Kassab e o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, pelo apoio ao esporte.

Nuzman, em seu discurso, fez questão de elogiar a gestão do judô brasileiro e comentar a possibilidade de o Brasil voltar a ser sede de um Mundial depois do sucesso do Mundial de 2007, no Rio de Janeiro.

“O presidente Paulo Wanderley fez uma revolução no judô e fico especialmente feliz quando ouço Aurélio Miguel elogiar seu trabalho. Para as pretensões do Brasil nas Olimpíadas do Rio em 2016, receber um Campeonato Mundial de Judô em 2013 seria muito bom”, comentou Nuzman.

O primeiro campeão olímpico do judô brasileiro, Aurélio Miguel, lembrou da importância do trabalho de base para revelar futuros talentos do esporte.

“Gostaria de dar parabéns ao presidente Paulo Wanderley pelo grande trabalho que vem fazendo no judô. Gostaria que São Paulo fosse a pioneira em realizar uma Copa Revelação de novos talentos, todos os anos, em julho, assim como já ocorre com a Copa São Paulo de Futebol Júnior, no começo do ano”, disse Aurélio.

A vocação de São Paulo para o esporte foi reforçada pelo Secretário Walter Feldman.

“O Rio pode ser a capital olímpica, mas nós queremos ser a capital brasileira do esporte, e é para isso que estamos trabalhando”, disse o Secretário.

CIRCUITO MUNDIAL
O Circuito Mundial de Judô foi criado pela Federação Internacional de Judô em 2009. O calendário reúne 26 eventos, entre Masters, Grand Slam, Grand Prix e Copa do Mundo, todos valendo pontos para o ranking mundial. A partir deste ranking é que serão definidos os atletas que participarão dos Jogos Olímpicos de 2012. A contar de maio deste ano, todas as competições já valem pontos em busca da vaga para Londres 2012.

O Brasil é o único país que terá a responsabilidade e o privilégio de organizar dois eventos do Circuito: o Grand Slam do Rio de Janeiro e a Copa do Mundo de São Paulo.  E na luta pelo sonho olímpico, poder competir “em casa” em duas oportunidades é um estímulo a mais para os judocas brasileiros.

REPRESENTANTES DO BRASIL
Por ser país sede, o Brasil pode inscrever quatro atletas em cada uma das 14 categorias de peso tanto no Grand Slam, quanto na Copa do Mundo, o que propiciará ao público um contato direto com os principais atletas da modalidade. Entre os destaques da seleção nacional estão medalhistas olímpicos como Tiago Camilo, Leandro Guilheiro, Flávio Canto e Ketleyn Quadros, além atletas que figuram entre os principais de suas categorias no ranking mundial, como Sarah Menezes, Rafaela Silva, Luciano Corrêa, Daniel Hernandes, entre tantos outros craques do quimono!

São Paulo, cidade com maior colônia japonesa fora do Japão no mundo, sem dúvida receberá com entusiasmo a nata do judô mundial para dois dias de ippons plásticos! Já a cidade olímpica do Rio de Janeiro deverá lotar o Maracanãzinho para aplaudir as feras dos tatames, num evento também de dois dias.

Ambas as cidades assinaram com a Confederação Brasileira de Judô contratos de longo prazo, garantindo a realização desses eventos nas duas grandes capitais esportivas do país até os Jogos de Londres, em 2012.

DATAS 2010 / BRASIL
Grand Slam Rio de Janeiro, 22 e 23 de maio – Maracanãzinho
Copa do Mundo São Paulo, 29 e 30 de maio – Ginásio da Hebraica

Fonte: Assessoria de Imprensa da CBJ

 

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

 

Brasil apresenta cidades candidatas a receber Grand Slam e Copa do Mundo 2009

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Em encontro com o presidente da Federação Internacional de Judô, Marius Vizer, e os membros do comitê executivo Vladimir Barta (diretor técnico), Naser Al-Tameemi (tesoureiro) e Armen Bagdasarov (diretor técnico), o Brasil apresentou suas cidades candidatas a receber o Grand Slam e a Copa do Mundo de Judô 2009. A reunião foi na última quarta-feira (22) em Bagkok/Tailândia.Ao lado do presidente da Confederação Brasileira de Judô, Paulo Wanderley Teixeira, e do coordenador de marketing da CBJ, Maurício Santos, os representantes de Rio de Janeiro e Minas Gerais falaram aos dirigentes do judô mundial.

O Rio de Janeiro foi representado por Jose Candido da Silva Muricy, assessor especial da Casa Civil do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Já Belo Horizonte teve como representante o deputado estadual Gustavo de Farias Dias Correa, Secretário de Estado de Esporte e Juventude de Minas Gerais.

“Foi uma apresentação formal do interesse dessas cidades em receber as competições não só no ano que vem, mas pelos próximos quatro anos. O encontro foi bom e vamos esperar a decisão para os próximos dias”, comentou o presidente Paulo Wanderley Teixeira.

Impressionado com a qualidade e profissionalismo do material apresentado, o diretor técnico da IJF, Vladimir Barta, elogiou o Brasil.

“Gostamos muito do que vimos agora vamos analisar as propostas”, disse o dirigente.