Posts com a Tag ‘Medellín 2010’

“Golias” do judô brasileiro conquista a medalha de ouro na categoria livre.

domingo, 21 de março de 2010

A cena chega a ser no mínimo curiosa. Na final da categoria Open do judô dos Jogos Sul-americanos Medellín 2010, realizada neste domingo, dia 21, o paranaense Rafael Silva, de 22 anos e 2,05m, derrotou o peruano German Correa, de apenas 1,70m. O confronto ocorre na categoria onde um judoca de cada país é indicado por sua delegação para competir, independente de seu peso. Rafael não tomou conhecimento do adversário e, numa verdadeira batalha entre Davi e Golias, impôs sua força, superando o adversário com um Ippon.
O atleta, que também integra a equipe do Exército Brasileiro, que se prepara para os Jogos Mundiais Militares, mostrou-se satisfeito com seu desempenho. “É uma honra ser indicado para competir pela Open. Saio dos Jogos com duas medalhas de ouro e todas as vitórias por Ippon”, comemorou o gigante, que anteriormente já havia vencido em sua categoria, a pesado (+100kg).
Nas outras disputas de medalhas do dia, na categoria até 48 kg, Daniela Polzin ficou com a prata ao ser derrotada pela Argentina Paula Pareto. Daniela sentiu-se mal durante a luta e viu sua performance diminuir, dando chances para a oponente lhe aplicar um golpe vencedor. Catiere Toledo, com mais um Ippon, derrotou a chilena Antonieta Manque e chegou à medalha de prata na categoria até 44kg. No masculino, Ricardo Ayres (-60kg) perdeu a disputa da medalha de bronze para o venezuelano Javier Guedez.

Fonte: Site do COB

Saudações olímpicas!

Sebástian Pereira

Cerimônia de Abertura dos Jogos Sul-americanos Medellín 2010 dá a largada para o segundo ano do ciclo olímpico do Brasil até Londres 2012.

quinta-feira, 18 de março de 2010

 Time Brasil inicia a participação na competição multiesportiva mais importante do segundo ano deste Ciclo Olímpico com a disputa dos IX Jogos Sul-americanos Medellín 2010. Com uma delegação formada por 562 atletas, o Brasil dá prosseguimento à preparação para os Jogos Olímpicos Londres 2012. Nesta sexta-feira, dia 19, os atletas dos 15 países participantes desfilam na Cerimônia de Abertura, com inicio marcado para as 21h (horário de Brasília), no Estádio Atanasio Girardot, em Medellín. Apesar da abertura nesta sexta-feira, desde a última quarta-feira acontecem competições de ciclismo em Medellín.

Além de ser uma importante etapa na formação da delegação brasileira que disputará os Jogos Olímpicos de Londres 2012, os Jogos Sul-americanos de Medellín são uma oportunidade para o Brasil retomar a hegemonia esportiva continental e a liderança no quadro de medalhas da competição, posto alcançado na penúltima edição do evento, realizada no Brasil, em 2002. Nos Jogos de 2006, em Buenos Aires e Mar Del Plata, o Brasil ficou em primeiro lugar no quadro geral de medalhas (304 contra 292 da Argentina), porém os argentinos obtiveram mais medalhas de ouro (107 contra 97 do Brasil). Em Medellín, brasileiros e argentinos terão ainda a ameaça da Colômbia, que há quatro anos se prepara para a disputa do evento. “Será uma bela disputa, o que engrandece ainda mais o esporte na América do Sul. Para o Brasil, os Jogos Sul-americanos servem como importante parâmetro para a preparação dos atletas para os Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011 e para os Jogos Olímpicos Londres 2012″, afirma o Chefe da Missão Brasileira em Medellín 2010, Bernard Rajzman.

O programa esportivo da competição contempla, além das modalidades olímpicas, outras seis que fazem ou já fizeram parte do programa pan-americano. São elas: beisebol, boliche, futsal, karatê, softbol e squash. Em Medellín, o Time Brasil está baseado na Vila Sul-americana, instalação especialmente construída para o evento e que após os Jogos será destinada à população de baixa renda da região. Esta é a primeira vez que uma Vila é construída exclusivamente para a competição e os colombianos destacam os legados sociais e esportivos que os Jogos Sul-americanos deixarão para o país. O Brasil participará de 42 modalidades na competição continental. Não haverá representantes brasileiros somente no beisebol, hipismo, futebol, patinação velocidade e softbol.

Na Colômbia, o Time Brasil terá nomes de destaque do esporte brasileiro. Estão confirmados na delegação nomes como a velocista Barbara Leôncio, o mesatenista Hugo Hoyama, o ginasta Diego Hypólito, o canoísta Nivalter Santos, a saltadora Juliana Veloso, os maratonistas aquáticos Ana Marcella Cunha e Allan do Carmo, a judoca Ketleyn Quadros, o craque de futsal Falcão, além dos nadadores Kaio Marcio, Joana Maranhão e Thiago Pereira. Modalidades como o voleibol, o vôlei de praia e o basquete serão representadas por equipes de jovens talentos, para que adquiram experiência internacional.

Além de Medellín, outras oito sub-sedes receberão eventos dos Jogos Sul-americanos. Em Rionegro serão disputadas as provas de karatê, esqui aquático, patinação artística, hipismo e futebol feminino. Em Guarne será o tiro esportivo e o futebol. Guatapé será a sede aquática do evento, com as provas de vela, canoagem, triatlo e maratona aquática. Envigado receberá partidas de futebol masculino, assim como Itagui, que ainda será a sede do handebol. Copacabana verá o pólo aquático e o ciclismo mountain bike, enquanto Sabaneta receberá os confrontos de boxe. Os Jogos Sul-americanos classificam algumas modalidades para os Jogos Pan-americanos de Guadalajara 2011, no México, como por exemplo o basquete e o handebol. Ao todo são 46 locais de competição. Cerca de cinco mil atletas e oficiais de 15 países participam dos Jogos.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Bandeira Brasileira é hasteada na Vila Sul-americana Medellín 2010.

quinta-feira, 18 de março de 2010

A Bandeira do Brasil já tremula na Vila Sul-americana em Medellín. Em cerimônia realizada na manhã desta quinta-feira, dia 18, o Chefe da Missão brasileira, Bernard Rajzman, e a velocista Barbara Leôncio hastearam a Bandeira Brasileira, na presença de cerca de 150 integrantes do Time Brasil em Medellín 2010. A cerimônia aconteceu conjuntamente com a delegação do Peru. O prefeito da Vila, Sergio Rodrigues, deu oficialmente as boas-vindas às duas delegações e ressaltou os legados que os Jogos deixará para a cidade. “Temos orgulho de ser a casa dos atletas sul-americanos nos próximos 15 dias. Aqui será o ponto central de 100 mil pessoas que habitam essa colina e representará a mudança na qualidade de vida dessa população. Trabalhamos para oferecer todo o conforto e condições para que vocês desfrutem de uma estada agradável em Medellín”, afirmou o prefeito da Vila.

Esta é a primeira vez que uma Vila Sul-americana é construída, pois normalmente as equipes ficam hospedadas em hotéis. A Vila de Medellín conta com 13 edifícios com um total de 620 apartamentos de dois e três quartos. O Brasil ocupa o prédio 8 e parte dos prédios 7 e 12. Modalidades como remo, canoagem, vela e patinação artística estão hospedadas em hotéis próximos aos locais de competição. Remo, canoagem e vela, por exemplo, serão disputados em Guatapé, que fica a 2 horas de distância de Medellín.

O Chefe de Missão Bernard Rajzman destacou a acolhida dos colombianos. “Medellín 2010 tem tudo para se transformar nos melhores Jogos Sul-americanos da história. Isso é importante na medida em que reforça a qualidade e a organização do esporte na América do Sul. Vamos sediar os Jogos Olímpicos Rio 2016 e a nossa responsabilidade aumenta a cada dia”, considerou Bernard.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Ketleyn Quadros será porta-bandeira nos Jogos Sul-Americanos.

quinta-feira, 18 de março de 2010

 judoca Ketleyn Quadros, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, será a porta-bandeira do Time Brasil na Cerimônia de Abertura dos Jogos Sul-americanos Medellín 2010, nesta sexta-feira, dia 19. Primeira brasileira a conquistar uma medalha olímpica em disputa individual, Ketleyn estará à frente dos atletas brasileiros na abertura do evento, que acontece a partir das 21h (horário de Brasília), no Estádio Atanasio Girardot.

Nesta sexta-feira, a atleta terá o prazer de carregar a bandeira brasileira durante a abertura dos Jogos.  No sábado, ela dará início à sua trajetória dentro da competição em busca de medalhas, no Coliseo de Combate do Complexo Esportivo Atanasio Girardot. As disputas nos tatames terão início às 11h (horário de Brasília).

“Para mim é uma honra muito grande poder entrar no estádio carregando a bandeira brasileira. Será uma emoção especial”, garante Ketleyn, de 22 anos, nascida no Distrito Federal e que treina e reside em Belo Horizonte.

Time Brasil – Com uma delegação formada por 562 atletas, o Brasil terá em Medellín 2010 seu maior contingente de participantes em uma competição fora do país (700 pessoas, incluindo oficiais). A competição representa uma importante etapa da preparação visando aos Jogos Olímpicos Londres 2012.

Fonte : Site da CBJ

Viva o Judô!

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Seleção estreia nesta sexta nos Jogos Sul-Americanos.

quinta-feira, 18 de março de 2010

A seleção brasileira de judô estreia nesta sexta-feira (19) nos Jogos Sul-Americanos de Medelin, na Colômbia, etapa importante na preparação da equipe para os Jogos Olímpicos de Londres 2012. Glaucia Lima (-70kg), Stefani Luppetti (-78kg), Priscila Marques (+78kg), Eduardo Santos (-90kg), Leonardo Leite (-100kg) e Rafael Silva (+100kg) serão os primeiros judocas em ação no evento. O Brasil também será representado nos Jogos por Catiere Toledo (-44kg), Daniela Polzin (-48kg), Andressa Fernandes (-52kg), Ketleyn Quadros (-57kg), Laisa Santana (-63kg), Ricardo Ayres (-60kg), Luis Revite (-66kg), Bruno Mendonça (-73kg) e Rodrigo Luna (-81kg).

“A competição será de alto nível, principalmente no feminino. Argentina, Colômbia e Venezuela estão bem fortes em algumas categorias”, comenta a técnica da seleção feminina, Rosicléia Campos.

O ligeiro Ricardo Ayres, que faz sua estreia em jogos sul-americanos, está motivado.

“Cheguei da Europa com uma nova visão do judô, após treinar com os melhores do mundo. Viajo bem consciente do meu papel na equipe e estou confiante para conquistar um bom resultado. Com certeza os Jogos Sul-Americanos são importantíssimos, pois tem grande visibilidade”, diz Ricardo Ayres.

Além de Rosicléia Campos, a comissão técnica em Medelin será formada pelo chefe de delegação Pedro Sinohara, o médico Breno Shor, a fisioterapeuta Roberta Mattar, a nutricionista Gisele Lemos, e o treinador Amadeu Moura (masculino).

O Brasil será representado por um total de 557 atletas nos Jogos Sul-americanos. Ao todo, incluindo os oficiais, membros de comissões técnicas, médicos, massagistas e  fisioterapeutas, o Comitê Olímpico Brasileiro levará cerca de 700 pessoas para Medellín. O Brasil participará de 37 modalidades.

Fonte: Site da CBJ

Força Brasil!

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira

Estrutura dos Jogos Sul-Americanos é destaque.

quinta-feira, 18 de março de 2010

As disputas do judô nos Jogos Sul-Americanos começam na sexta-feira e as primeiras impressões da equipe sobre a competição e a estrutura do evento são as melhores possíveis. O Brasil será representado nos Jogos por Catiere Toledo (-44kg), Daniela Polzin (-48kg), Andressa Fernandes (-52kg), Ketleyn Quadros (-57kg), Laisa Santana (-63kg), Glaucia Lima (-70kg), Stefani Luppetti (-78kg), Priscila Marques (+78kg), Ricardo Ayres (-60kg), Luis Revite (-66kg), Bruno Mendonça (-73kg), Rodrigo Luna (-81kg), Eduardo Santos (-90kg), Leonardo Leite (-100kg) e Rafael Silva (+100kg).

“Está tudo ótimo e a competição no feminino promete, pois as equipes da Venezuela, Argentina e Colômbia estão completas e bem fortes em algumas categorias”, diz a técnica da seleção brasileira, Rosicléia Campos.

A treinadora também elogiou a estrutura dos Jogos Sul-Americanos.

“A Vila é bem legal, assim como a alimentação. O diferencial é o Metrocable, que é um tipo de bondinho que para dentro da estação de metrô. É super prático. Tudo muito bonito e estruturado. Confesso que fiquei admirada”, completa Rosicléia.

Fonte: Site da CBJ

Vamos torcer pela nossa seleção!

Saudações Olímpicas!

Sebástian Pereira 

Time Brasil terá 557 atletas nos Jogos Sul-americanos Medellín 2010.

domingo, 7 de março de 2010

Em mais uma importante etapa do ciclo olímpico, que tem como objetivo final os Jogos de Londres 2012, o o Time Brasil será representado por 557 atletas nos Jogos Sul-americanos Medellín 2010, que acontecem entre 19 a 30 de março na Colômbia. Ao todo, incluindo os oficiais, membros de comissões técnicas, médicos, massagistas e fisioterapeutas, o Comitê Olímpico Brasileiro – COB levará cerca de 700 pessoas para Medellín. O Brasil participará de 37 modalidades. Não haverá representantes somente no beisebol, hipismo, futebol, patinação velocidade e softbol.

O programa esportivo da competição contempla, além das modalidades olímpicas, outras seis que fazem ou já fizeram parte do programa pan-americano. São elas: beisebol, boliche, futsal, karatê, softbol e squash. Em Medellín, o Time Brasil ficará baseado na Vila Sul-americana, instalação especialmente construída para o evento. Esta é a primeira vez que uma Vila é construída exclusivamente para a competição. “Os Jogos Sul-americanos representam uma importante etapa no planejamento do COB para o ciclo olímpico. A competição reúne nossos principais adversários no continente e serve para avaliarmos as condições de nossos atletas. A delegação é uma mescla de atletas experientes com novos talentos que buscam seu espaço no cenário esportivo. Estamos certos de que o Time Brasil representará o país da melhor maneira possível e voltará para casa com excelentes resultados”, declarou Bernard Rajzman, chefe da missão brasileira em Medellín.

O Time Brasil levará à Colômbia nomes de destaque do esporte brasileiro. Estão confirmados na delegação nomes como a velocista Barbara Leôncio, o mesatenista Hugo Hoyama, o ginasta Diego Hypólito, o canoísta Nivalter Santos, a saltadora Juliana Veloso, os maratonistas aquáticos Ana Marcella Cunha e Allan do Carmo, a judoca Ketleyn Quadros, o craque de futsal Falcão, além dos nadadores Kaio Marcio, Joana Maranhão e Thiago Pereira. Modalidades como o voleibol, o vôlei de praia e o basquete serão representadas por equipes de jovens talentos para que adquiram experiência internacional. Grande parte das modalidades, porém, enviará à Colômbia seus principais atletas, que competirão em busca da manutenção da hegemonia continental.

Além de Medelín, outras oito sub-sedes receberão eventos dos Jogos Sul-americanos. Em Rionegro serão disputadas as provas de karatê, esqui aquático, patinação artística, hipismo e futebol feminino. Em Guarne será o tiro esportivo e o futebol. Guatapé será a sede aquática do evento, com as provas de vela, canoagem, triatlo e maratona aquática. Envigado receberá partidas de futebol masculino, assim como Itagui, que ainda será a sede do handebol. Copacabana verá o pólo aquático e o ciclismo mountain bike, enquanto Sabaneta receberá os confrontos de boxe. Os Jogos Sul-americanos classificam algumas modalidades para os Jogos Pan-americanos de Guadalajara 2011, no México, como por exemplo o basquete e o handebol. Ao todo são 46 locais de competição. A previsão é de que cerca de cinco mil atletas e oficiais de 15 países participem dos Jogos.

Fonte: Site do COB

Saudações Olímpicas

Sebástian Pereira